Mulheres apreciadoras de uma cervejinha podem consumir a bebida sem culpa.

Se for consumida moderadamente, a bebida pode vir a beneficiar a saúde de mulheres que passam pelo período da menopausa.

Isso porque gera ações antioxidantes, anti-inflamatórias, redução de estrogênio na menopausa e de riscos de hipertensão na terceira idade, segundo estudo realizado no Hospital Puerta de Hierro, em Madri, Espanha.

Outro estudo, desta vez realizado pela Universidade Autônoma de Barcelona, provou que o consumo moderado de cerveja reduz a cicatriz no coração provocada por infarto agudo do miocárdio em homens e mulheres, além de melhorar o funcionamento do órgão após o infarto.

Fonte